sábado, 23 de outubro de 2010

acabou !

Eu jurei , repeti milhares de vezes que não iria ser a mesma coisa, mesmo depois de tudo, o que disse-mos, depois de tantas conversas sérias, tu queres levar tudo de mim, então força leva, leva e não tragas de volta, deixa-me com o meu sofrimento, e não te metas ! Eu juro que já não sei que mais fazer, eu disse que não queria, e que ia, deitar tudo fora, á primeira oportunidade, e tu levaste-a assim que pudeste e mesmo querendo não voltar a trás há sempre qualquer coisa que me faz, querer-te ao meu lado novamente, sentir comigo, querer ter os teus beijinhos, (e bem vou admitir, são super carinhosos!) as tuas palavras de conforto, mesmo sabendo que muitas das tuas atitudes me magoam, eu quero ! E quanto mais digo que quero , mais se torna convicto de que ainda há alguma em ti, que faz mexer comigo,mesmo depois de ter dito que ía acabar ! Não entendo nada, já não te consigo entender de que te vale, essas atitudes cruíes ? De que te vale ? Explica-me ! Tu nunca foste assim, sempre te contei os meus problemas, eras (e és) a primeira pessoa a quem recorro sempre que presiso, e mesmo assim, parece que continuo “cega”. Sempre me disseram que não me davas o devido valor ( e é verdade nunca soubeste dar!), e eu continuei a acreditar que irias mudar, mas pelos vistos, tu não mudas nem o queres tentar fazer ! Para mim acabou !

14 comentários:

  1. achas mesmo querida?
    obrigada , vou seguir

    ResponderEliminar
  2. adorei!
    acima de tudo, muita força *

    ResponderEliminar
  3. oh, obrigada! eu adoro este :o
    obrigada por seguires. vou seguir-te também :)

    ResponderEliminar
  4. será sempre difícil conciliar duas coisas com grande importância. o melhor que temos a fazer é nunca desistir até conseguirmos. estou a torcer por ti, e sei que serás capaz :)
    de nada, ora essa!

    ResponderEliminar
  5. vais conseguir, tenho a certeza :)

    ResponderEliminar
  6. ohh, obrigada minha querida, estão lá imensos :)

    ResponderEliminar
  7. Sei bem o que isso é =(
    [desculpa a invasão]

    ResponderEliminar